in

Engenharia da Computação ou Ciências da Computação? Entenda a Diferença

Para aqueles que não são da área, as graduações de Engenharia da Computação e Ciências da Computação podem parecer, à primeira vista, tratar exatamente das mesmas coisas. Mas, quando olhamos mais de perto, é fácil enxergar que essa não é a realidade.

Apesar de serem semelhantes e possuírem grades curriculares que se complementam, os dois cursos são bastante diferentes, formando profissionais que vão atuar com visões e objetivos distintos dentro da mesma área: a tecnologia.

Quer saber mais sobre as diferenças entre Engenharia da Computação e Ciências da Computação? Então confira mais detalhes neste post que preparamos para você!

Engenharia da Computação

O curso de graduação em Engenharia da Computação tem duração média de 5 anos e possui uma grade curricular voltada para o hardware, software e redes. Nele, o aluno se depara com uma formação mais técnica, onde os estudos são focados na criação e produção de peças e componentes para máquinas ou equipamentos e criação de sistemas complexos.

De modo geral, essa é a área ideal para aqueles que querer projetar e desenvolver sistemas que integram hardware e software, atuar na montagem de computadores, modelagem de dados, redes de robótica e no desenvolvimento de soluções para a área de tecnologia.  

Durante a graduação, o aluno é preparado para projetar e construir novos computadores, desenvolver sistemas de computação ou de automação e comunicação.

No curso da Unijorge, por exemplo, o aluno terá acesso a disciplinas fundamentais para a boa construção do profissional, tais como:

  • Algoritmos e Programação;
  • Engenharia Aplicada;
  • Organização e Arquitetura de Computadores;
  • Cálculo Diferencial e Integral;
  • Física Mecânica;
  • Química Tecnológica;
  • Sistemas Operacionais;
  • Estatística Aplicada, dentre outras.

Ciência da Computação

Já o curso de graduação em Ciências da Computação possui uma duração média de 4 anos, onde o aluno se depara com uma grade curricular mais voltada para o desenvolvimento de softwares e aplicações. .

Com uma formação centrada no estudo, no desenvolvimento e nas técnicas das linguagens de programação, o aluno é preparado para criar ferramentas para suprir as necessidades de diversas áreas, como Saúde, Educação, Tecnologia, Entretenimento e muitas outras. Durante o curso, os estudantes são apresentados a linguagens nível básico e alto, estudando softwares simples e complexos, sistemas de processamento de informações, redes de comunicação de voz e demais aplicações que permitem o funcionamento computacional.

De maneira geral, essa é a área indicada para aqueles que desejam criar programas de informática, compreender e desenvolver aplicativos que supram as necessidades dos usuários e projetar ferramentas de computação. Seja dos aplicativos mais básicos, até os mais complexos sistemas de processamento de informações, se você possui esse perfil inovador, essa é a área certa para você.

No curso da Unijorge, por exemplo, o aluno terá acesso a disciplinas que o ajudarão a ser o protagonista de sua carreira, tais como:

  • Arquitetura dos Computadores   
  • Cálculo Elementar 
  • Álgebra Linear
  • Banco de Dados I e II
  • Matemática Discreta
  • Redes de Computadores
  • Sistemas Digitais, dentre outras.

O mercado de trabalho para engenheiros e cientistas da computação

Com um mercado de trabalho bastante promissor para ambas as áreas, a atuação dos engenheiros e cientistas da computação está ganhando cada vez mais espaço.

Puxado pelo desenvolvimento das novas tecnologias, o futuro de ambas as profissões é guiado pela necessidade de novos componentes baseados em programação, seja para aplicativos móveis, aplicativos web, automação de máquinas ou robótica.

Quer saber mais? Então, leia o nosso e-book “Ciência Da Computação – Prepare-se para o futuro da indústria e saia na frente.

O que você achou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *