in

A relação do filme “Parasita” com a Arquitetura e Urbanismo

Atenção: esse texto contém spoilers do filme “Parasita”! 

Se você já assistiu ao filme sul-coreano “Parasita”, do diretor Bong Joon-Ho, com certeza conseguiu identificar como a arquitetura teve grande influência no roteiro e como o enredo foi desenvolvido para demonstrar todo o contraste social do nosso mundo contemporâneo através das moradias das famílias que protagonizam a obra.  

O filme, ganhador da Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019, levou 4 estatuetas no Oscar 2020, coroado como “melhor filme internacional” e “melhor filme” na 92° edição do prêmio. Na história, a bela casa projetada pelo arquiteto fictício Namgoong Hyeonja e o pequeno apartamento abaixo do nível da rua ganham destaque como importantes personagens da obra, sintetizando como a diferença entre as classes sociais se mostra nos maiores e menores detalhes desse enredo.  

A importante presença da arquitetura em obras cinematográficas

O filme “Parasita” reafirma a todo momento a forte relação que existe entre a arte do cinema e a Arquitetura e Urbanismo. Através de seus cenários, as narrativas vão acontecendo, enquanto lançamos olhares sobre novos focos de discussão acerca da importância do papel do arquiteto na construção dos locais onde pessoas vivem e se estabelecem, trabalham, se locomovem e interagem com o meio ambiente e a sociedade.    

Enquanto os arquitetos constroem ambientes para pessoas viverem e transitarem, o cinema produz filmes que nos fazem enxergar essas vidas sob um prisma diferente. Em ambos os casos, as obras nos contam um pouco da história através da imagem.  

Essa é a grande semelhança da arquitetura com o cinema, que traduz, muitas vezes, a relevância da Arquitetura e Urbanismo no dia a dia das pessoas e na caracterização dos espaços e cenários que vão para as telonas. Seja como uma ferramenta de funcionalidade, beleza ou representatividade, tanto a arquitetura quanto o cinema são visões da história que conectam um público, atuando como ponto de ligação por motivos diversos, transitando entre gêneros e tons para representar as pessoas.  

Esses são alguns dos motivos pelos quais o filme “Parasita” povoou as salas de aula dos cursos de Graduação em Arquitetura e Urbanismo nos últimos tempos. Como um estudo da relação entre cultura e arquitetura, a obra mostra o papel de importância que a Arquitetura e o Urbanismo assumem na trama e faz reflexões profundas sobre estruturas, minimalismo, arquitetura contemporânea e decoração de interiores.  

Quer saber mais sobre Arquitetura e Urbanismo e conhecer mais sobre os desafios da profissão? Então leia o e-book da Unijorge “Arquitetura e Urbanismo – A tendência de uma das profissões mais antigas da humanidade.” e fique por dentro de tudo. 

Clique aqui e saiba mais 

O que você achou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *